Especial LuArday "Temos todo o tempo do mundo"


Shortfic / Especial LuArday


"Temos todo o temo do mundo..."

Um momento, e um acerto.

Era mais um dia que Lua acordava e olhava pro nada, como se sentisse algo vazio que nunca pode-se se preencher. Algo que nunca iria se preencher até que ele estivesse ao seu lado. Era como aquela música do Guga "É quando o tempo para, seus olhos me dizendo que eu sou seu."
A verdade era que por mais que quisesse o rosto de Arthur nunca havia saído de sua memória. Desde o último beijo, o último adeus, o último reencontro, ela sempre ia dormir e sempre acordava com a sua imagem dentro de si. Era extraordinário aquele sentimento que por mais que longe, cada dia iria se fortalecendo, mesmo estando com outra pessoa, ele sempre era aquele que seu coração batia mais rápido. Talvez o destino deveria ter escolhido ele, mais talvez ele não deveria ter escolhido ela.

Agora eles eram amigos, talvez amigos um pouco próximos demais. Mais não se passavam disso, eles iam a reuniões casuais com seus amigos em comuns, as vezes até em festas... Mais mesmo se comprimem tando, mesmo que fosse com um abraço ou um aperto de mão sentia seu coração bater mais rápido, como se avisasse que era ele, sempre fora ele. Caraca oque tinha na cabeça tendo aquele tipo de sentimentos por alguém que já tinha ido a muito tempo? Aquilo parecia ilusão, afinal já tinha 27 anos tinha que tocar sua vida, precisava conhecer alguém, se casar e quem sabe ter filhos. Mesmo todos aqueles planos tinham sido feito com ele, era hora de seguir em frente, arrumar um outro alguém que mesmo se não amasse de vista, mais tentasse aprender a amar.

Era um sábado comum, as vezes como todos os outros, não tinha que gravar hoje então marcaram um encontro na casa de Guga com todos os seus amigos, tocar, contar piadas, aquilo era uma rotina boa de se seguir, que todo mundo adorava, inclusive Lua e Arthur.
Fazia uma hora que estava todo mundo reunido, no chão da sala cantando algo no violão em quanto outros riam, e Lua e Estrela faziam graça com as piadas de Guga em quanto Arthur caia na gargalhada com Diego e Igor.

- Canto pra esquecer alguém que não valerá a minha lágrima – Guga cantarolou
- Mais quando eu cantar é só pra esquecer...De te esquecer. - Lua cantarolou finalizando a música baixinho e Estrela bateu palmas
- Ainda acho que a gente deveria fazer um pocket show, eu, você, a Estrelinha linda meu amor – Ele sorriu pra Estrela que jogou um beijo no ar pra Guga fazendo Arthur, Diego e Lua rirem. - E o Arthur
- Não dá pra fazer nada certo com esses dois – Estrela apontou pra Lua e Arthur – Os fãs deles piram, se ele estiverem num mesmo show ou estiverem num mesmo lugar vão começar a pirar – Estrela avisou e Lua tacou uma almofada nela que riu
- Mais faz muito tempo – Lua deu de ombros – fazem dois anos.
- Fã é fã querida – Guga deu de ombros
- Mais eu amo eles, meus iludidos lindos – Lua olhou pra Arthur em um tom de provocação e ele deu língua e soltou uma risada gostosa
- "HAHAHAHAHAA Engraçado como tem tanta gente iludida aqui" – Diego imitou e todos caíram na gargalhada e Arthur jogou uma almofada no amigo que riu
- O fato é que LuAr – ele fez coraçãozinho e Lua sentiu seu rosto esquentar – Sempre vai está em nossos corações. - Guga disse e Arthur olhou pra Lua que sorriu fraco tímida.
- POOOOOOOOTS QUE MERDA! - Estrela gritou vendo a Luz piscar e depois tudo ficar escuro. Droga, era só que faltava uma queda de luz
- Ain não, e agora? - Lua bufou
- Eu não tenho velas -  Guga avisou em um tom de defesa
- Eu juro que se eu soubesse onde você tá, eu jogava essa almofada na sua cara – Estrela falou brava e Lua e Arthur deram uma gargalhada juntos.

- Mais eu tenho umas lanternas em algum lugar – Guga disse. - Porém não sei onde está, então que tal oszamiguinho me ajudar a procurar? - Ele perguntou e Arthur bufou
- Cara você tem que se organizar mais – Arthur disse
- Tá levanta a bunda dai vocês e vamos procurar – Ele disse
- Como se eu nem conheço a casa direito pra saber onde você bota esse tipo de coisa? - Lua perguntou
- Tá tudo bem, Estrelinha e eu procuramos nos quartos
- OPAAAAAAA! AI NÃO, Isso ai já é golpe baixo! - Arthur falou
- Tá tá, Eu e a Estrela procuramos aqui na sala, Diego procura junto com o Igor nos quartos, Lua e Arthur na cozinha e na lavanderia – Ele disse.
- Ok, vamos logo então – Igor falou se levantando e Lua se levantou tropeçando em alguém
- Opa desastrada – Arthur riu e Lua riu junto – Desculpa tá escuro não to enxergando
- Vem vamos usar a luz do iphone – Ele respondeu e Lua ficou quieta
- Oque foi? - Arthur perguntou
- É que tecnicamente o meu sumiu de novo – disse baixinho e Arthur bufou
- Menina você tem que parar de perder Iphone – Arthur falou num tom engraçado e Lua riu baixinho
- Engraçado você Arthur – disse antes de ir pra cozinha sendo seguida por ele.

[...]

- Você acha que os nossos fãs ainda torcem pela gente? - Arthur perguntou depois de algum tempo em quanto Lua procurava as lanternas nos armários e ele de baixo da pia.
- Eu não sei... Mais acho que sim – Lua respondeu com uma voz arrastada.
- Eu não entendo esse amor que eles tem pela gente, eu sei que quem fala que é por causa de Rebelde, mais sei lá... Ás vezes eu acho que não, parece que mesmo tudo dizendo que nós nunca mais vamos ficar juntos, eles continuam ali, lutando com o tempo e o destino – Lua respondeu e ouviu Arthur suspirar
- Você acha que nunca mais vamos ficar juntos? - Ele perguntou e Lua sentiu seus pelinhos se arrepiarem, não tinha essa resposta. Então virou-se para olha-lo encostando suas duas mãos no balcão do armário e Arthur também parou de procurar as lanternas de baixo da pia para olhar para Lua.
- Eu honestamente não sei... Mais é algo que eu penso todos os dias. - Lua engoliu o seco então Arthur aproximou-se dela
- Não somos Roberta e Diego pra ter um final feliz – Arthur sussurrou então Lua sentiu seu coração apertar, ele tinha razão. - Mais... somos Lua e Arthur, não tem ninguém pra escrever a nossa história a não ser nós mesmos. Tudo depende de nós dois, e não da Margareth – Arthur disse baixo, com uma voz calma.  Então Lua sorriu fraco
- Mais você ama a Giovanna, ou amava, aquela música sua... Foi pra ela né? Eu ouvi, era realmente linda – Lua falou com uma voz chorosa, tentando engolir o orgulho
- Não foi pra ela – ele disse – E eu não a amo. - Aquela música é como eu me sentia, ou sei lá, me sinto. Aquela música foi pra alguém muito especial que eu tenho certeza que mesmo ele não estando aqui pra escutar, ele deve escutar de um lugar bom que ele está agora. - Arthur disse então colocou a mão na barriga de Lua – Foi pra ele.
Instantaneamente começou a cair lágrimas dos olhos da Lua.
- Isso é algo que também nunca vai se preencher, assim como todos os dias sem você. - admitiu limpando as lágrimas – Mais eu tenho que entender, que o nosso tempo acabou.
- Você quer que acabe? - Arthur perguntou com a voz arrastada
- Não
- Que bom. - Ele respondeu então Lua o encarou
- Porque?
- Porque temos todo o tempo do mundo. - Falou antes de encostar a boca na dela e se beijarem como sempre estavam acostumados a fazer quando gravaram ou quando namoraram. Mais fazia tanto tempo, mesmo tendo se beijado várias vezes, para ambos aquela sensação era sempre igual ao do primeiro beijo. E Arthur tinha certeza que agora nunca mais iria deixa-la ir de novo. Viver sem ela era muito ruim, era como se algo faltasse todos os dias em sua vida, ela era como sua metade e eles tinham todo o tempo do mundo, porque Lua sábia que a história deles nunca teve um ponto final e sim virgulas. Inalcançáveis virgulas.

Bônus

- EU DISSE QUE ERA UM BOM ATOR! - Guga falou acendendo as luzes e Lua e Arthur pararam de se beijar e olharam pra Guga e Estrela que sorriam
- Perai isso da queda de Luz foi armação? - Lua perguntou chocada e Arthur abriu a boca ainda não acreditando
- Foi – Estrela falou sorridente, como se tivesse orgulho disso.
- E então voltaram? - Guga perguntou curioso então Arthur pra Lua e sorriu e ela sorriu pra ele e então Arthur passou os braços pelas costas da Lua puxando-a para um abraço.
- É voltamos – Arthur respondeu sorrindo e Lua sorriu junto
- Olha esses sorrisos Guga!? - Estrela olhou pro namorado – É aqueles sorrisinhos sinceros – ela abraçou Guga que sorriu
- O MEU LUAAR VOLTOU, O MEU LUAR VOLTOU – Guga começou a pular e Estrela caiu na gargalhada assim como Lua e Arthur
- Hey oque tá acontecendo aqui? - Igor e Diego apareceram na cozinha vendo Guga pular em quanto Estrela se contorciam e Lua e Arthur continuam abraçados e ambos riam
- O MEU LUAR VOLTOOU, O MEU LUAR VOLTOU – Estrela disse pulando junto com Guga e Igor e Diego olharam pra Lua e Arthur que assentiram
- EITAA! OH MEU LUAR VOLTOOU, O MEU LUAR VOLTOOOOOOOOU – Diego disse junto com Igor caindo na risada
- Chupem fãs de LuAr, nós fomos os primeiros a dizer O MEU LUAR VOLTOU VÉIO
- E a fotinha pra assumir? - Guga perguntou e Diego riu
- I meu filho, com esses dois são, a Yesteen vai ter que flagrar muito beijo na boca pra eles assumirem.
- Temos todo o tempo do mundo... - Lua disse numa voz preguiçosa dando o selinho em Arthur.

Espero que tenham gostando, especial pro LuArday, por favor comente oque acharam é o meu único pagamento hahaha ♥






3 comentários:

  1. Lindoo! #AMEI #CHOREI e ainda tenho esperanças que isso realmente aconteça!

    ResponderExcluir
  2. Amei,Amei,Amei,to chorosa vc me iludiu Yash,espero que vire realidade

    ResponderExcluir
  3. Nossa, :') Você conseguiu me fazer chorar, muito perfeita! <3 Ameeei!

    ResponderExcluir